sábado, 8 de agosto de 2009

Andanças da Câmara

É intrigante a licitação para compra de carros feita Câmara Municipal de Goiânia.

Na última sexta-feira, dia 7, a Casa iniciou um pregão para comprar 43 veículos, sendo que 38 deles são "carros populares". Esses veículos são da cor prata, com ar condicionado, direção hidráulica, travas elétricas e som com CD e rádio. Está na página 25 do edital.

Até aí não há grandes coisas, já que é preciso fazer esse patrimônio se renovar, afinal trata-se de carro e a redução do IPI vai começar a acabar.

O problema é a "ilustração" da compra.

Segundo a matéria no site da Câmara, os veículos na casa rodam, "em média", 100 quilômetros por dia. é o mesmo que ir e voltar para Bela Vista de Goiás diariamente. Pelo menos é o que está escrito na foto abaixo (clique para ampliar).



Se fizermos a conta com base no álcool, esse carro gastaria R$ 20,43. Isso porque um carro popular flex consome "em média" sete quilômetros por litro e os postos vendem o litro do combustível "em média" a R$ 1.43.

Sendo assim, em um mês (de 30 dias, vale lembrar) cada carro gasta R$ 612,86 "apenas" com álcool.

Sendo assim, Goiânia deve ter crescido muito para que os 38 carros usados pelos vereadores rodem "uma média" de cem quilômetros diários.

E ainda tem um outro detalhe. O edital prevê a compra de mais duas peruas (station wagon, tipo Pálio Weekend, Space Fox e etc) e mais dois veículos de representação, popularmente conhecidos como carro de luxo.

Após tudo isso fica uma pergunta: não é município que precisa economizar? Ou a crise já passou?

Um comentário:

Lisandro Nogueira disse...

Olá Bennia,
esses editais são de lascar.
Um grande abraço,
lisandro