quarta-feira, 1 de abril de 2009

A velha "jogada" do Itumbiara


Tá no Blog do Juca e vale a pena reforçar.

Times de prefeituras...

No ano passado, surpreendentemente, o Itumbiara foi campeão goiano.

Leia abaixo e entenda como, porque, em regra, times de prefeituras são assim.

Basta investigar.

Quando era deputado federal, prefeito usou verba de gabinete para pagar jogadores de futebol. A Procuradoria Regional da República da 1ª Região (PRR-1) denunciou Zé Gomes, prefeito de Itumbiara (GO), por desvio de dinheiro público.

José Gomes da Rocha teria usado verba de seu gabinete enquanto exercia o mandato de deputado federal pelo estado de Goiás para pagar jogadores de futebol do Itumbiara Esporte Clube, o qual presidia na época. O esquema consistia em contratar os jogadores ou as esposas deles, como assessores parlamentares a serviço do gabinete de Zé Gomes enquanto estes prestavam serviços ao clube de futebol presidido por ele. Documentos da diretoria geral da Câmara dos Deputados informam os nomes dos servidores que foram nomeados para cargos de comissão e assessoramento no gabinete e seus respectivos cônjuges.

A partir dos documentos pode-se perceber a repetição de nomes de jogadores do clube.
Outro fato que chamou atenção nos registros de funcionários da Câmara foi o endereço dos nomeados para trabalhar no gabinete do então deputado.

Todos os dez servidores residiam no mesmo endereço: um apartamento funcional destinado a deputados.O atual prefeito de Itumbiara já foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) por improbidade administrativa, porém não perdeu o mandato de deputado na época e continuou com o direito de se candidatar novamente. O Ministério Público Federal pede a condenação penal de Zé Gomes, uma vez que, por serem instâncias independentes, a aplicação da Lei de Improbidade não prejudica o andamento do processo penal.A denúncia aguarda agora a apreciação do TRF-1.

Se aceita o prefeito poderá ser condenado por peculato com pena de dois a doze anos de reclusão. Assessoria de ComunicaçãoProcuradoria Regional da República da 1ª Região.

FONTE: http://noticias.pgr.mpf.gov.br/noticias-do-site/criminal/prr-1-denuncia-atual-prefeito-de-itumbiara-por-desvio-de-verba-publica

Leia aqui o que conta sobre o prefeito o experiente jornalista gaúcho Lúcio Vaz, em seu livro "A Ética da Malandragem", da Geração Editorial, de 2005, em entrevista a Guillermo Rivera:

"Eu descobri que o deputado José Gomes da Rocha (atual prefeito do município goiano de Itumbiara) tinha usado a verba de gabinete para contratar sete jogadores de futebol para o Itumbiara Esporte Clube, que disputava a primeira divisão estadual.

Eu fiz a matéria, e ele foi suspenso por um mês por conta desta denúncia.

Só que, passada a suspensão, eu o encontrei no cafezinho da Câmara.

Achei que ele estava agindo de um jeito estranho ao me ver.

O deputado veio em minha direção, levantou a mão, parecendo que iria me agredir, mas, de repente, abaixou a mão para me cumprimentar. 'Muito obrigado, você garantiu a minha reeleição', disse.

Então ele explicou que as enquetes feitas nas rádios locais indicavam que 90% da população de Itumbiara aprovava o que ele havia feito.

E ele realmente foi reeleito, com 20 mil votos a mais do que na eleição anterior (José Gomes teve 35 mil votos em 1994, pelo PRN, e 55 mil votos pelo PSDB, em 1998).

Será que isso é tão normal assim?

Pelo menos parece. Mas há esperança, já que o Mineiros, que disputa o Goiano deste ano, está com dificuldades porque a Câmara Municipal vetou o "investimento" da prefeitura.


Mais detalhes sobre isso em outro post.

Nenhum comentário: