terça-feira, 21 de abril de 2009

Uma pergunta para o City Bus

Um cidadão tem um carro flex que faz em média, dentro da cidade, sete quilômetros por litro com álcool e dez com gasolina dentro da cidade.

Suponhamos que entre trabalho, lazer e diversidades (supermercado, padaria e etc), esse cidadão ande em torno de 30 quilômetros todo dia.

É uma média boa.

Com álcool o carro do sujeito gasta 4,30 litros de combustível, o que dá em torno de R$ 6,90 para andar. Se usar gasolina, o consumo será de três litros, com um custo de R$ 7,75.

Em linhas gerais, o cidadão pode gastar R$ 6,90 com álcool e R$ 7,75 com gasolina para ir e voltar do trabalho, ir ao mercado, ao cinema com a esposa. Enfim, para várias opções.

Já com o City Bus, que foi criado para estimular o cidadão a deixar o carro em casa, o custo é de R$ 9,00, já que sempre serão necessários dois bilhetes, cada um a R$ 4,50.

Tá que o micro-ônibus tem ar-condicionado, TV, internet e até tomada para carregar o celular, sem falar que não precisa de vaga de estacionamento.

Mas será que a R$ 4,50 o cidadão vai mesmo querer deixar o carro, que lhe dá autonomia de horário e de trajeto, em casa?

4 comentários:

Eduardo Sartorato disse...

Não, caro Bênia!! Por isto que o CityBus já era um fracasso antes mesmo de entrar em circulação. Ou eles reveem o custo-benefício, ou rodarão quase sem ninguém.

alessandra.edivaldo disse...

hummmmmm, alguma coisa me dizia que esse negócio de city bus não ia dar certo!!!!!!!!!!! Será que "eles" fizeram esta continha??????? Fica aqui outra pergunta.

Renato disse...

Transporte coletivo continua sendo uma piada, né....

Um dia o poder público vai perceber que a única maneira de fazer o cidadão deixar o carro em casa e usar o ônibus é:
- aumentar o número de ônibus
- aumentar e diversificar as linhas
- garantir um minimo de conforto, segurança e agilidade.
- e investir na base, né...afinal educação é fundamental...

não tem idéia mirabolante...

Pagar 9 reais para ir ao shopping, ao estádio, a padaria ou qualquer lugar ?? talvez seja melhor pagar um táxi, não?

André Bênia disse...

Impressionante isso mesmo, hein?
Teoricamente a idéia é muito boa(poderia ser até adotada aqui no DF, que tem um dos piores transportes públicos do Brasi), mas à esse preço fica complicado de dar certo!
Ou esse preço é revisto ou então será melhor pegar um taxi como o Renato falou!

Mas com essa tarifa e esses serviços, estaria BOM DEMAIS aqui em Brasilia!