segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Planejamento legal


A Operação Legalidade teve alguns vícios, é verdade. Espetáculo da PM, sirenes e revistas foram constantes nos últimos dias e muita gente chiou no começo.

Mas com o passar dos trabalhos, a ação dos policiais agradou. Passou uma sensação de atuação do Estado. Entretanto, outros significados (maiores) vieram.

O primeiro deles foi um duro golpe na prefeitura, que precisou do trabalho policial para constatar que de 1200 estabelecimentos, 600 estavam irregulares e foram"fechados". Apesar de não ter competência para interditar um comércio com pendências, a PM acabou mostrando que há problemas no comércio de Goiânia e que eles são mais sérios do que a mera arrecadação de impostos. Afinal, é fato que as ações localizaram crimes como tráfico de drogas e porte irregular de arma por menores.

Outra situação da Operação Legalidade criou foi a do embaraço político. Primeiro com a secretária de desenvolvimento econômico, Neyde Aparecida. Nem bem inteirou um mês na pasta e ela já se viu tendo que explicar problemas que ela nem conhecia, o que demonstrou que o desenvolvimento econômico municipal é tratado com mais política do que deve, sem ações que se preocupem com um desenvolvimento sustentável, sem operações legalidade permanentes.

Com isso, a prefeitura acabou ganhando uma lição do Estado, que mesmo assim não está isento, já que pecou pela pressa, a mesma que não viu a gafe ao deixar de chamar o município e que também apresentou dois acusados de latrocínio sem checar detalhes óbvios, como relato de testemunhas e evidências de um assalto/crime passional..

No final, o que se espera é que uma grande lição tenha sido aprendida. A de que o poder público deve fazer política para a sociedade, ou seja, planejar metas e ações de governo em benefício da população e não atuar como o Príncipe, que vive maquiavélicamente a justificar seus meios para nobres fins.

Em resumo, planejamento e inteligência faltaram ao poder público.

Foto: Assessoria de Comunicação / SSP-GO

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Aperto

Ficar, literalmente, nas mãos de outra pessoa é meio angustiante.

Que tudo corra bem nesta sexta-feira, afinal quero parar de roncar quando deito de costas.

domingo, 11 de janeiro de 2009

Campeã e mãe ao mesmo tempo - Aliança FC

Em casa, era hora de curtir a menina. Além dos familiares, visitas de fora. “Aqui em casa tava lotado. Quase todas as meninas do Aliança vieram”. A saudade da bola, lógico, apareceu. Mas só em 2007 ela pôde vestir o uniforme. E foi no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino que Patrícia percebeu o peso das mudanças. Numa partida contra o Caxias, ela teve que sair de campo. Paola chorava e foi preciso 15 minutos de peito para acalmá-la. Depois, Luiz Cezar ficou com a criança e Patrícia correu para ajudar o time. Mas não dava mais tempo. O placar terminou 11 a 0 para o Caxias.

Com o tempo, Paola cresceu e Patrícia já não precisava desfalcar o time para amamentar a filha. A preocupação está apenas nos estudos e no futuro da criança, além, é claro, do futebol. As duas só se separam na hora do jogo, como no empate por 3 a 3 que deu o título de campeão estadual de futebol feminino ao Aliança, em junho de 2008. Na hora de receber a taça, a capitã fez questão de equilibrar filha e troféu no colo. Depois elas foram para casa guardar mais uma medalha no quarto que dividem, com um berço rosa ao lado da cama de solteira, num belo exemplo de como o clube se tornou uma família. Bem maior do que a que mora na casa do Gentil Meirelles.

Lua

A imagem ao lado é um registro do computador.

Pode até soar trivial, mas para quem saiu na janela ou deu uma volta na rua olhado um pouco para cima viu uma Lua cheíssima, quase transbordando.

Foi uma das mais fortes que ja vi.

Por essa razão achei que valia o registro.

Pena que meu celular não teve condições de captar tudo o que merecia ser fotografado.
Mas o fato é que dava até para ler alguma coisa com essa Lua.

11 dias de 2009

Apesar de eu não estar de férias (definitivamente não), o blog andou parado.

Eu sequer coloquei algo sobre Natal e Ano Novo.

Por isso deixo aqui meu Feliz Natal e um ótimo 2009 de Rubinho (atrasado) para quem passa por aqui.