quinta-feira, 31 de julho de 2008

Noite debruçada



Goiânia, 30 de julho de 2008. 6h20 da manhã. Nessa hora eu consegui estralar a coluna e bati essa foto, da janela do quatro que se tornou escritório, em meu apartamento.

Uma hora depois, todos os trabalhos da especialização em Jornalismo Literário estavam prontos. O último a ser finalizado foi o ensaio.

Depois de varar a noite com as costas arqueadas e com corpo e idéias debruçados sobre o teclado, fechei o ensaio, cujo tema é o uso do blog no jornalismo literário, mas que pode perfeitamente se aplicar ao jornalismo, como já fazem alguns colegas, como o Rodrigo e o coletivo Plural Blog.

Com o trabalho e depois de dormir durante a manhã inteira, numa troca de turno, passei o trabalho para a revisão carinhosa e sempre presente (em todos os sentidos) da Raquel, que recentemente aderiu à blogosfera com o Nada por Dizer. Aliás, sou suspeito para comentar, mas o blog é de uma preciosidade de garota, que tem bom texto e uma veia psicanalítica fascinante. Um orgulho. Um blogaço! Que começa a deslanchar.

Enfim, sou um pouco relutante em fazer do blog um "diário". Mas esta quarta-feira valeu à pena. E não poderia deixar de fazer esse registro, afinal, o TCC da especialização e este blog nasceram juntos, após uma orientação do professor Edvaldo num dia em que até chuva (em cima da bicicleta) eu tomei.

3 comentários:

Maria Cristina disse...

eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
kkkk foto linda!

Raquel disse...

Não me canso de dizer: você tem uma habilidade e tanto para "contar causos"!!!! Valeu mesmo a pena vê-lo escrever um pouquinho mais sobre você.

um grande beijo e agradeço :)

Tiago Bênia disse...

Com um elogio desses eu fico com vergonha!

Obrigado pela visita, Florzinha! E não se esqueça que agora você terá que dar conta do Nada por Dizer.

Hehe

Beijo